segunda-feira, 19 de março de 2012

O Dia Seguinte - Luis Eduardo Matta

Título: O Dia Seguinte
Autor: Luis Eduardo Matta
Editora: Escrita Fina
Páginas: 252
ISBN: 975-85-63877-33-8
Gênero: Literatura Infanto Juvenil.
Nova York,
11 de setembro de 2001.
Para muitos era o fim do mundo.
Para Antônio e Michael era só o começo da tragédia.

O Dia Seguinte é um thriller de aventura e suspense de ritmo intenso. A narrativa se inicia na manhã do dia 11 de setembro de 2001. Antônio é um adolescente brasileiro, filho de Farid Wassouf, descendente de sírios. O garoto viaja com a mãe, Leila, para os Estados Unidos quando o pai desaparece misteriosamente. O sócio de Farid na empresa Wazimed, o judeu Yaakov Zilberman que é também seu grande amigo, convoca Leila para ua reunião na torre norte do World Trade Center.
Quando se despede de sua mãe, na manhã do dia 11 de setembro, Antônio não podia esperar que em poucos instantes sua vida tomaria rumos inesperados. A esposa de Yaakov, Rchel, resgata Antônio do tumulto causado pelo ataque terrorista as torres gêmeas e o leva para sua casa, uma mansão em Manhatan. É ali que Antônio conhece Michael, filho de Yaakov e Rachel.


Ele não completou a frase. De repente, todo o andar foi furiosamente sacudido, como um veículo que acaba de ser atingido em alta velocidade na traseira por um outro, maior. O impacto arrancou Leila e Yaakov das suas cadeiras com violência e arremessou-os no chão.Era 8:46. O inferno havia começado.

Com a ajuda de Michael, Antônio inicia, no dia 12 de setembro, uma busca que os leva de Manhatan as perigosas ruas do Bronx. Antônio precisa encontrar o pai, isso se ele ainda estivese vivo, e enfrent, por esse motivo, uma conspiração terrível.
Quem seria o líder de um grupo contrabandista infiltrado na Wazimed? Quem é o homem oculto pelo codnome "Bispo", que seria o responsável pelo desaparecimento de Farid? Essas são perguntas para as quais esses garotos precisam encontrar respostas.

A corrida foi desesperada. Era possível que tivesse atraído a atenção de alguém na vizinhança mas Antônio e Michael preferiram não pensar nisso e se concentraram em sumir dali antes que surgsse um exército de pessoas atrás deles.

O Dia Seguinte é um livro leve, dinâmico e envolvente sobre amizade e traição. Não é um livro excepcional, mas bem escrito. Confesso que não gostei da capa, tenho certeza de qe muitas pessoas serão de mesma opinião. É pouco interessante e não desperta atenção. Porém, se não julgarms o livro pela capa, encontrareos uma leitura fácil e sutil, que prende o leitor.
As personagens não são complexas e o enredo não gera grandes surpresas, mas a levesa e sensibilidade do autor tornam O Dia Seguinte um livro que vale a pena ser lido. É voltado para o público infanto-juvenil, que com toda certeza vai agradar seu públco alvo e despertar interesse pela leitura. Indico!
Minha Avaliação: ♦♦♦♦♦

sexta-feira, 9 de março de 2012

Cem anos de Solidão - Gabriel García Marquéz

Título Original: Cien Años de Soledad
Título: Cem anos de Solidão
Autor: Gabriel García Marquéz
Editora: Record
Edição: 78º
Tradução: Eric Nepomuceno
ISBN: 978-85-01-07889-6
Páginas: 447
“... que em qualquer lugar em que estivessem recordassem sempre que o passado era mentira, que a memória não tinha caminhos de regresso, que toda primavera antiga era irrecuperável, e que o amor mais desatinado e tenaz não passava de uma verdade efêmera."

Do premiado escritor Gabriel García Marquéz (Nobel de Literatura), Cem anos de Solidão é uma obra impactante, profunda e sensível. É a história de uma estirpe marcada pelo tempo e assolada por sentimentos opressores e intensos.

Várias resenhas sobre Cem anos de Solidão tem início com a frese: "O livro conta a história de Macondo, um vilarejo fictício", mas seria correto dizer que o livro narra a trajetória de uma família, os Buendía. Já na primeira página o leitor se depara com uma incrível árvore genealógica, onde já pode ter uma ligeira noção das relações que serão narradas em todo o livro.

Escrita com maestria, a obra se desenrola a partir da figura de José Arcádio Buendía, que se casa com sua prima, Úrsula Iguarán. Devido ao parentesco, Úrsula teme que seus filhos nasçam com rabo de porco, como já teria acontecido com outro casal da família que possuía laços de sangue. Por causa do temor de Úrsula, que se recusou a consumar o casamento, José Arcádio acaba se envolvendo em uma briga para limpar sua honra, e mata Prudêncio Aguilar (cujo fantasma passa a persegui-lo); fugindo, em seguida, com a esposa e outros companheiros. Em sua viagem de fuga, José Arcádio funda Macondo, um povoado pequeno e isolado do mundo. É em Macondo que a história dos Buendía se inicia.

Privados do contato coma civilização, José Arcádio mergulha em sonhos de progresso; sonhos estes que são regados de esperança quando ele conhece Melquíades, um cigano estudioso de Alquimia.

Macondo vai se modificando a medida que seus moradores vão se transformando. A partir de José Arcádio Buendía e Úrsula Iguarán são descritas sete gerações, um século de histórias que parecem, assustadoramente, repletos de acontecimentos que se repetem.

Cem anos de solidão é um daqueles livros raros que parecem se encarregar de enredar o leitor até o final, e depois finca raízes permanentes na memória. São 447 páginas de sentimentos tão fortes que se torna impossível ler sem se tornar refém.

Este foi o primeiro livro que li de Gabriel García Marquéz e tenho certeza de que não será o último, pois me tornei fã do autor. Indico esse livro sem medo. É verdade que dizem que poucas pessoas conseguem chegar ao final do livro, e isso é compreensível, não é uma leitura fácil. É uma obra extremamente descritiva, complexa e repleta de informações. As personagens são diversas e o enredo cheio de reviravoltas.

Apesar de aparentar certa confusão de nomes e acontecimentos, um leitor atento poderá perceber que todos os elementos são cíclicos e, por isso, perfeitamente arrematados. Isso acontece por uma razão, que se torna bem clara no final, causar sensações de nostalgia e "déjà véanus".

Drama, romances, paixões arrebatadoras, amargura, sonhos, delírios, esperanças e solidão são alguns dos sentimentos despertados nesse livro maravilhoso. Cem anos de Solidão é uma obra completa. Leitura indicada!

Minha Avaliação: ♦♦♦♦♦ (Ótimo)  ♥ (Favorito)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...