segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Feios - Scott Westerfeld

Em um mundo de extrema perfeição, o normal é feio.

"Não é uma coisa boa encher a sociedade de pessoas bonitas?"
-Yang Yuan, em declaração ao New York Times


Tally está prestes a completar 16 anos, e mal pode esperar. Não para dar uma grande festa, mas sim para se tornar perfeita. No mundo de Tally, fazer 16 anos significa passar por uma operação que a transformará de "feia" em um ser incrivelmente belo e perfeito, e lhe dará passe livre para uma vida de glamour, festas e diversão, onde seu único trabalho é aproveitar muito.
Mas Shay, uma das amigas de Tally, não está tão ansiosa assim: prefere se arriscar fora dos limites da cidade. Quando Shay desaparece, Tally vai conhecer um lado totalmente diferente desse mundo perfeito - e , acredite, não é nada bonito.



Tally Youngblood é Feia. Não, isso não significa que ela seja alguma aberração da natureza. Não. Ela simplesmente ainda não completou 16 anos. Em Vila Feia, os adolescentes ficam presos em alojamentos até o aniversário de 16 anos, quando recebem um grande presente do governo: uma operação plástica como nunca vista antes na história da humanidade. Suas feições são corrigidas à perfeição; a pele é trocada por outra, sem imperfeições ou - nem pense nisso - espinhas; seus ossos são substituídos por uma liga artificial, mais leve e resistente; os olhos se tornam grandes; e os lábios, cheios e volumosos. Em suma, aos 16 anos todos ficam perfeitos.
Tally mal pode esperar pelo seu aniversário. Depois da operação, vai finalmente deixar Vila Feia e se mudar para Nova Perfeição, onde os perfeitos vivem, bebem, pulam de paraquedas, voam a bordo de suas pranchas magnéticas e se divertem (o tempo todo). Mas, enquanto espera que as poucas semanas até completar 16 anos passem, Tally precisa se distrair.
Uma noite, ela conhece Shay, uma feia que não está nem um pouco ansiosa para completar 16 anos. Pelo contrário: Shay pretende fugir dos limites da cidade e se juntar à Fumaça, um grupo de fora da lei que sobrevive retirando seu sustento da natureza.
Para Tally, isso é uma maluquice. Quem iria querer ficar feio para sempre ou se arriscar a voltar para a natureza e queimar árvores para se aquecer, em vez de viver com conforto em Nova Perfeição e se divertir à beça? Mas, quando sua amiga desaparece, os Especiais, autoridade máxima desse novo mundo, propõem um acordo com Tally: se unir a eles contra os enfumaçados ou ficar feia para sempre. A escolha de Tally irá mudar o mundo ao seu redor, mas, principalmente, ela mesma.

"Não Há beleza que não contenha algo de estranho em suas proporções."
-Francis Bacon, Ensaios sobre moral e política, "Da beleza"

Em meio a tantos livros de fantasia que se repetem em suas tramas, e tornam-se triviais, Feios é uma história cujo diferencial pode ser logo percebido e apreciado nas primeiras páginas.
Trata-se de um livro de ficção- científica que se passa no futuro, a centenas de anos daqui. Neste ambiente modernizado, as cidades vivem isoladas do resto do mundo, repletas de tecnologias e uma certa consciência ecológica.
Entretanto ainda restam sinais da existência humana anterior, os Enferrujados, que acabaram destruídos por suas próprias ambições. Pensando em acabar com as diferenças que na época desses homens causava a guerra e as catástrofes, os governantes Especiais executam uma operação que torna todos igualmente perfeitos. Entretanto algumas pessoas ainda acreditam que ser normal não é sinônimo de feiura. Tally Youngblood  conhece uma dessas pessoas, Shay, que pretende fugir antes de passar pela operação.
Toda a trama começa a tomar forma quando Tally, sendo guiada por pistas obscuras deixadas pela amiga, vai em busca da suposta cidade secreta que abriga os feios fugitivos que não aceitaram a transformação.
Cheio de correrias e aventuras, Feios abre um paralelo interessante a respeito das sociedades e a fraqueza das mesmas, bem como o ideal de beleza e as diferenças, e o que de fato a aparência gera nas pessoas.
Gostei bastante do livro, da essência inovadora que compõem o tema central da história. É um livro que prende a atenção do leitor, não dá vontade de parar de ler.  Porém não posso dizer se tratar de uma leitura verdadeiramente marcante, é um bom passatempo, só isso. Sendo um livro infanto-juvenil ficou claro como toda a história pareceu ser "amornada", pouco aprofundada, e por isso pouco convincente. Como se toda a trama estivesse disposta sobre a areia, e mudasse de lugar com o vento. Quando os acontecimentos parecem que vão ficar realmente interessantes, acabam. Quando um romance parece se iniciar, logo torna-se sem importância. Em geral apesar de ter sido estruturado sobre boas idéias, Feios pareceu não conquistar muita consistência através da narrativa.
Fica portanto a dica de um bom livro, princialmente para os novos leitores.

"A beleza é a cabeça da Medusa
Que homens armados tentam cortar.
Quanto mais morta, mais mortal a musa
Que morta atormenta sem nunca parar."
-Archibald MacLeish, "Beleza"




Faça o Download do livro AQUI!




Um comentário:

  1. Vou ver se compro logo Perfeitos para te emprestar :0
    Bjos, Carol.

    ResponderExcluir

☺ Obrigada por comentar. ☺
Volte sempre ao Hellen's Stuffs!

Beijos♥
H.C.C.Reis

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...